Artigos: Matrimônio - Unidade do Amor

Artigos

 

               Quem  ama   vê    além    da    aparência    física.       Por  isto  os  Casamentos  em  que  o  amor  é  autêntico  os   laços  de   união  perduram,  mesmo  com  o  correr  dos  anos.

                Para   quem   tem   olhos  de  amor,   o   olhar   penetra   além   do  corpo   físico  que   perdeu   um   tanto   do  vigor  e   já   não   apresenta   a  exuberância  dos  verdes  anos.    Para  esses,  o   amor   amadurece  a  cada  ano,  solidificando-se  a   cada    dificuldade   enfrentada,   a   cada   batalha  vencida.

                Enquanto  os  cabelos  vão  sendo  prateados  pelo  exímio  pintor  chamado   tempo,    enquanto   a    artista    plástica   chamada    idade    vai  colocando  pequenos  sinais   na  face,  aqui   e  ali,   o amor   mais   cresce.   Envelhecer    ao    embalo    do    amor    é     maravilhoso.     Desfrutar    do  aconchego    um   do   outro   é   reconfortante.       Felizes  os   casais    que  envelhecem    juntos.        Felizes   os   filhos   que   sabem    aproveitar   da  companhia  generosa  de  pais  e  avós  que  o  tempo  alcançou.

                De   todos   os   momentos  da   vida   os  mais  preciosos   são  os  desfrutados  com   amor.     Quando    as   dificuldades   se   avolumam,   os  problemas    crescem,   os   dias   solitários    chegam,   a   força   da   união  matrimonial  os   leva  a  plena  superação.     Este  é  o  maior   sentido   da  vida    para  os  que  se  amam.     Dos  erros  e  enganos,  quando  ocorre  o  perdão,   vem-se   os   abraços   calorosos   acompanhados    de   sorrisos   e gestos   valendo  mais   do  que  mil  palavras.

                 Na   vida  a   dois,   a    ternura    do   amor   gera   o   apogeu  da  felicidade,  em  que  dois  corações   batem  forte,  se  entrelaçando   para  a    superação  dos  percalços  indesejados.    A  união  de  dois  corações  pelas  vias  do  amor,  é  uma  força   tão   poderosa  que  nem  a  morte  os  separa  numa  visão  de  sentimentos   infinito.

                 O  amor  é   livre  sem  barreiras  ou   preconceitos,  e   surge   as  vezes,   de   um   olhar  simples   que    pode   marcar   duas    vidas    numa  convivência    ao    namoro   e   até   mesmo   o   Casamento.      Homem   e  mulher,   na   união  do  Matrimônio,   são   parte   da    história   no   tempo  e  espaço,  sob  a  vontade  e  bondade  do  Criador.

                  Muitas  pessoas   apaixonam-se   muitas   vezes   na   vida,   mas poucas  amam ou encontram um amor verdadeiro.  Ou às  vezes  encontram e,  por  não prestarem atenção nesses  sinais, deixam  o  amor   passar,  sem deixá-lo acontecer.    Preste  atenção nos sinais -  não deixe que as loucuras  do  dia-a-dia  o  deixe  cego  para a melhor coisa  da vida.    O  amor.

               Por  tudo  isso,   amem-se   muito  e  permitam-se  amar.

                       Pe.  Jurandir  Ribeiro  de  Souza

                         Teólogo,  Filósofo  e  Escritor